Blog

Grandes construções: conheça a maior hidrelétrica do mundo

Entre as grandes construções criadas pela engenharia, as usinas hidrelétricas impressionam. Elas nascem da atuação conjunta de vários ramos da engenharia, que trabalham com o objetivo de utilizar os recursos da natureza em favor do homem. Nesse caso, a força das águas na geração de energia.

Por acaso, você sabe qual é a maior hidrelétrica do planeta? Errou se pensou na binacional Itaipu, na fronteira do Brasil com o Paraguai.

Em 2012, foi inaugurada uma gigantesca obra chinesa chamada Três Gargantas, que ultrapassou Itaipu na posição de maior usina hidrelétrica do mundo, em energia gerada.

O assunto despertou sua curiosidade? Então, continue lendo, pois vale a pena conhecer melhor essa obra prima da engenharia.

Uma breve história da grande construção

A usina se localiza no rio Yangtzé, a oeste da cidade de Yichang, na província chinesa chamada Hubei, a cerca de 1.300 quilômetros da capital Pequim.

O projeto foi discutido, pela primeira vez, em 1920, mas os estudos só foram aprofundados a partir de 1953. Um planejamento mais detalhado teve início em 1955, com o objetivo de controlar as enchentes do rio Yangtzé e favorecer o comércio na região, além da geração de energia.

Porém, havia o temor dos impactos ambientais e sociais, já que a obra exigia o deslocamento de bem mais que um milhão de moradores, além de destruir cenários naturais e sítios arqueológicos e culturais. Alguns críticos afirmavam até mesmo que o imenso volume de água do reservatório poderia provocar terremotos e deslizamentos de terra.

Tantos movimentos contrários à grande obra provocaram um atraso de quase quarenta anos. O projeto só foi aprovado em 1992 e os trabalhos tiveram início oficial em 1994.

A primeira fase do projeto foi concluída em 1997. Na segunda fase, em 2003, o reservatório ficou completo e as comportas entraram em funcionamento, permitindo a navegação de barcos de até 10 mil toneladas. O primeiro gerador foi conectado à rede.

Em 2006, a construção do paredão principal foi concluída. Em meados de 2012, todas as turbinas já estavam em operação.

A capacidade do complexo hidrelétrico chinês

Enquanto Itaipu tem 14.000 MWh de potência instalada, a capacidade de Três Gargantas é de 22.500 MWh.

No entanto, devido às oscilações sazonais do rio Yangtzé, a capacidade de geração da hidrelétrica chinesa fica limitada durante alguns meses no ano. Diante desse fato, se considerarmos um período de um ano, a capacidade geradora de Itaipu e de Três Gargantas é praticamente a mesma.

 

Mais detalhes técnicos

  • A represa comporta 22 bilhões de metros cúbicos de água.
  • A barragem alcança 185 metros de altura e 2.335 metros de extensão.
  • O reservatório abrange uma área de mais de 1.000 quilômetros quadrados.
  • A construção levou 28 milhões de metros cúbicos de concreto, mais que o dobro de Itaipu.
  • A energia renovável gerada equivale à queima de 30 milhões de toneladas de carvão por ano.
  • O complexo chinês conta com 32 geradores principais em operação: 12 na margem direita, 14 na margem esquerda e 6 subterrâneos.

Uma obra multifuncional

Além de seu papel na geração de energia limpa, o complexo também é capaz de controlar as enchentes na região do rio Yangtzé. O suprimento de água para a região nos períodos de seca também é garantido.

Outro benefício advindo da obra é que o rio agora é navegável para navios de grande porte, possibilitando o transporte de mercadorias entre Xangai e Chongqing, em um trajeto de 2.000 quilômetros.

Como se pode constatar, de grandes construções os chineses entendem. Além da Grande Muralha da China, a única obra de engenharia visível do espaço, eles também construíram a hidrelétrica de Três Gargantas, a maior do planeta.

 

Gostou de saber um pouco mais sobre esse impressionante exemplar de grandes construções? Aproveite para ler nossos outros artigos sobre famosas obras de engenharia e arquitetura. Você vai gostar!

Posts relacionados