Você sabe quais são os principais tipos de empilhadeira?

Você sabe quais são os principais tipos de empilhadeira?

Investir em empilhadeiras para a construção civil ajuda a manter a ordem no canteiro de obras. O mecanismo deste equipamento permite o trânsito de materiais por todo o espaço de forma mais ágil e prático, principalmente nos momentos onde é necessário o descarregamento de um grande número de cargas de forma simultânea.

Este equipamento é amplamente utilizado espaços reservados para armazenamento de mercadorias e outros materiais utilizados pelas empresas, como galpões e armazéns. Para escolher o modelo de empilhadeira ideal, é preciso entender o funcionamento de seu mecanismo de operação para, então, saber qual o valor de carga máximo o equipamento consegue manejar, assim como a finalidade do trabalho exigido.

Se você está pensando em investir em uma empilhadeira, continue a leitura, e veja 5 modelos de empilhadeiras mais utilizadas e suas características.

O que é uma empilhadeira?

A empilhadeira é uma máquina utilizada no transporte de cargas de tamanhos variados em um determinado espaço ou de um local para outro. E para cada atividade e região onde irá realizar tais operações, existe um modelo de empilhadeira específico.

Além da forma de uso, a escolha do modelo ideal de empilhadeira também leva em consideração sua capacidade total de carga e diâmetro de giro para conseguir circular normalmente dentro do espaço, como também se suas operações serão realizadas em espaço interno ou externo. É importante lembrar que essas análises devem obrigatoriamente feitas para qualquer categoria de empilhadeira.

Na construção civil, a empilhadeira integra o conjunto de equipamentos essenciais em uma canteiro de obras e galpões de armazenamento como atuante no transporte de grande volume de materiais utilizados na construção. Dessa forma, a mobilidade do canteiro é otimizada e reduz o esforço físico dos operários no carregamento destes materiais pesados durante a obra.

As empilhadeiras podem ser do tipo manual, elétrico, portuária e a combustão. Entenda melhor como cada uma delas funciona.

Quais são os tipos de empilhadeira?

Empilhadeira manual

Com estrutura simples que depende diretamente de força humana para funcionar, a empilhadeira manual tem custo-benefício mais vantajoso entre as demais categorias. O modelo mais comum são as paleteiras hidráulicas, onde o operador ativa a alavanca de elevação presente em sua estrutura para suspender cargas de variados tamanhos.

Empilhadeira elétrica

Com função e estrutura semelhante a manual, a empilhadeira elétrica utiliza  bateria recarregável como motor do equipamento. Alguns modelos conseguem manter autonomia energética de até 8 horas seguidas em atividade.

As empilhadeiras elétricas são ativadas pelo movimento de tração e elevação executado pelo operador, e geralmente são indicadas para carregar caixas somente no nível do solo, preferencialmente liso e seco. Existem categorias de empilhadeira elétrica com sistema de elevação específico para suspender paletes em lugares mais altos.

Empilhadeira portuária

Este modelo de empilhadeira possui maior capacidade de transporte, elevação, carga e descarga superior aos outros modelos devido a sua estrutura robusta. Como o próprio nome diz, são geralmente utilizadas em portos para o transporte de contêineres e mercadorias pesadas em grandes níveis de alturas.

Empilhadeiras movidas a combustão

Gás

Possuem nível de carga e potência maiores comparadas com a manual e elétrica, porém, a combustão causa impacto negativo ao meio ambiente e as pessoas que estiverem trabalhando no mesmo espaço. A longo prazo, o gás inflamável vai afetar a saúde do indivíduo.

Diesel

A empilhadeira movida a diesel é a categoria mais fácil para aquisição graças ao preço do combustível, além de possuir custo de manutenção inferior e estrutura mais prática do que os cilindros utilizados nas empilhadeiras com gás. Porém, são maiores emissoras de carbono quando em atividade, causando impacto ao meio ambiente.

E como qualquer equipamento, para garantir seu bom funcionamento por maior tempo e evitar interrupções causadas por algum tipo de falha, a empilhadeira precisa passar por manutenção regular. Esse procedimento deve ser feito somente por profissionais capacitados, por isso, procure por empresas especializadas no serviço de revisão e vistoria técnica em equipamentos industriais.

Como vimos, a empilhadeira é um equipamento essencial para a construção civil. Além dele, existem outros de mesmo nível de importância que contribuem para o andamento da construção, onde, em conjunto, conseguem manter um bom nível de produtividade durante todas as fases da obra. Para conhecer e entender melhor cada um deles, leia agora mesmo este artigo sobre 9 equipamentos utilizados para melhorar a eficiência da obra!

Compartilhar este post

Fique por dentro das nossas novidades. Assine nossa newsletter.