Como fazer uma demolição segura

Como fazer uma demolição segura

Em algumas circunstâncias, uma edificação requer uma demolição parcial ou total, para possibilitar a reconstrução ou adaptação a novas necessidades. 

Nas construções mais antigas, os motivos da demolição estão relacionados às deformidades, anomalias, deterioração de materiais, danos por catástrofes naturais, utilização do terreno para novos projetos etc. 

Nas mais recentes, nos motivos da demolição incluem-se os embargos por irregularidades, erros de construção e alterações no projeto, entre outros. 

Nesse momento, é fundamental executar o trabalho com segurança. Este é o assunto do presente artigo. Para evitar problemas na fase da demolição, leia até o final!

Os tipos de demolição

Há três alternativas para conduzir o trabalho, dependendo da estrutura a ser demolida:

1. Demolição mecânica

Este tipo envolve o uso de máquinas e equipamentos de médio e grande porte, como escavadeiras, carregadeiras, martelos pneumáticos, rompedores hidráulicos etc. 

A demolição mecânica faz o trabalho em menos tempo, com menor custo e reduz a necessidade de empregados na obra, a não ser o pessoal qualificado para operar o maquinário. 

Por outro lado, é preciso considerar que a demolição mecânica provoca muita poeira e ruídos, além de exigir solo resistente para suportar as máquinas.

2. Demolição com explosivos 

O tipo de demolição com o uso de explosivos, também chamado de implosão, consiste em explodir as estruturas de apoio do edifício, para provocar o colapso da construção inteira.

A implosão é mais usada em prédios e outras estruturas de grande porte. 

O trabalho tem de ser feito por equipe especializada, que decide o tipo ideal de explosivo, os pontos estratégicos para a colocação e calcula o tempo exato para a detonação. É fundamental prevenir acidentes e danos colaterais. 

 

3. Demolição manual

Este tipo também é chamado de desconstrução, ou demolição sustentável. Ele permite a reciclagem e o reaproveitamento de grande parte dos materiais originais, evitando a geração de resíduos descartados na natureza.

Os processos manuais permitem a preservação de esquadrias, portas, janelas, cerâmicas, madeira etc. Os tijolos e restos de concreto podem ser reutilizados na nova construção. 

O tipo de demolição, bem como as técnicas e equipamentos empregados, dependem das dimensões e características da obra. Em qualquer caso, medidas de segurança e prevenção de acidentes são fundamentais, pois demolição envolve riscos.

Recomendações para uma demolição segura

Um trabalho de demolição envolve muitos dos riscos que aparecem em uma construção e ainda mais, como a presença de elementos pontiagudos e cortantes, substâncias tóxicas, quedas de objetos pesados etc. 

Abaixo, listamos procedimentos de segurança a adotar durante a demolição:

  • Inspecionar, usar e exigir o uso de equipamentos de proteção individual (EPI), como capacetes, botas, máscaras, luvas etc.
  • Certificar-se de que cada operário conheça a técnica e os equipamentos a serem usados na demolição.
  • Fazer uma varredura no ambiente para ter certeza de que não há mais ninguém no recinto e que todos os móveis e objetos foram removidos, principalmente se usar explosivos.
  • Garantir que eletricidade, água e gás foram desligados com antecedência.
  • Bloquear a circulação de pessoal não autorizado no local da demolição. 
  • Orientar para que a demolição ocorra sempre de cima para baixo.
  • Só remover elementos estruturais ou de suporte depois que todo o piso acima for removido.
  • Os buracos para descarte de material não devem ser maiores do que 25% da área total do piso. Usar calhas fechadas para que os resíduos deslizem até as caçambas.
  • Escorar paredes e pisos de estruturas danificadas por onde operários ainda precisem circular.
  • Não permitir trânsito de operários onde houver risco de desabamento, antes que as estruturas sejam devidamente escoradas.
  • Providenciar iluminação para escadarias. 

 

Outro cuidado fundamental é a escolha dos equipamentos e máquinas adequados, optando por marcas consagradas. Uma aposta segura, por exemplo, é o uso de rompedores hidráulicos para substituir os explosivos na demolição. 

Eles podem ser acoplados a uma escavadeira compacta e içados para o andar superior da construção. Desde modo, a demolição ocorre por etapas, sem explosivos e de maneira muito mais segura.

 

Agora que chegou ao fim da leitura, você já está preparado para fazer uma demolição segura em sua obra. Quer comentar ou acrescentar dicas de segurança ao artigo? Troque ideias conosco!

Compartilhar este post

Fique por dentro das nossas novidades. Assine nossa newsletter.