Pneus: como saber qual é o mais adequado para o seu veículo, em 5 dicas

Pneus: como saber qual é o mais adequado para o seu veículo, em 5 dicas

Pneus são peças fundamentais na estabilidade e na frenagem do veículo.
Diferença do diâmetro sobre pneu original não deve ultrapassar 3%.

Por isso, escolher os pneus certos é importante para garantir o bom desempenho do veículo.

É importante lembrar que o pneu é um componente que faz parte também da segurança do veículo e, por isso, exige cuidados especiais.

São vários os tipos de pneus disponíveis no mercado e cada um possui características específicas, de acordo com a finalidade a que se propõe pois, para cada modelo de veículo, existe um pneu ideal.

Mas, como saber qual é o pneu mais adequado para o seu veículo?

Dica número 1: Leia o Manual do Fabricante e conheça o seu carro

As informações sobre cada componente do seu carro estão no Manual do Fabricante, portanto, lá você encontrará orientações importantes sobre o modelo do pneu, como pressão, largura e tamanho.

Essas características precisam ser levadas a sério para o bom desempenho de seu veículo, pois como os pneus são projetados para segurar determinada força, podem muito bem causar desgastes se não forem compatíveis com o veículo.

Dessa forma, identificar o tipo do seu veículo, é de suma importância para a utilização do pneu correto. Isso evitará transtornos futuros.

Dica número 2: Aprenda a identificar o pneu ideal para o seu veículo

Em cada pneu há um código na lateral, com letras e números que indicam o seu propósito e limite. A maioria dos modelos de mercado possuem um código com inicial “P”, que são recomendados para os carros de passeio. Se não for o seu caso, há também outros tipos:

  • LT: para caminhões leves, pick-ups e SUVs maiores;
  • C: para caminhões e vans de grande porte;
  • ST: para reboques e motor-homes;
  • T: pneus usados como estepes.

Dica número 3: Entenda a importância do aro do pneu

O aro do pneu é uma parte essencial do carro, mas para muitos, é apenas um elemento estético do carro.

Mas não é bem assim. O aro do pneu tem função prática importante para o automóvel e, por isso, deve ser considerado com muita atenção, para qualquer tipo de veículo.

O aro é a peça que vai dentro do pneu, uma estrutura metálica que conecta o pneu com o eixo que recebe a tração do motor e move o veículo, compondo a roda do veículo.

O aro tem como funções principais, prender o pneu no eixo de movimentação, garantir a dirigibilidade e assegurar a segurança e a estabilidade do veículo.

Fique atento a altura e a abertura do encaixe da roda. No geral, o diâmetro da roda deve ter um tamanho específico, com uma variação máxima permitida de apenas 3%.

  • Pneus aro 13pneus aro 15: costumam ser encontrados nos carros populares;
  • Pneus aro 16pneus aro 18: podem ser uma boa escolha se você tem um carro esportivo ou um sedã de maior porte;
  • Pneus a partir do aro 18 até pneus aro 21: são usados em picapes ou utilitários off-roads, que são automóveis que normalmente pedem rodas mais robustas e maiores, capazes de suportar melhor água, terra e buracos.

Dica número 4: “Leia” o pneu e saiba o significado de suas letras e números

Fonte: Bridgestone, Continental e Goodyear

Dica número 5: O que deve ser considerado na hora da troca

Agora que você já sabe as especificações ideais para o pneu de seu veículo, fique de olho nos seguintes itens:

  • Banda de rodagem – Existem modelos de pneus com sulcos mais adequados para asfaltos secos, outros para dias de chuva e também para estradas off-road. Escolha de acordo com a sua necessidade.
  • Durabilidade – Pneus da categoria Highway Terrain (HT) e também os da categoria de passeio duram bem mais do que os Mud Terrain (MT) junto com os de alto desempenho.
  • Conforto – Escolher pneus com perfil menor, para deixar o carro mais esportivo, pode prejudicar o conforto e a maciez do veículo.
  • Alinhamento e balanceamento – Esses serviços servem para aplicar pequenos ajustes corretivos de equilíbrio, direcionamento e inclinação das suas rodas.
  • Calibragem – Na pressão certa, o pneu produzirá menos calor durante o atrito com o solo, aumentando a economia de combustível e a diminuição do desgaste.
  • Estepe – É importante que ele tenha as mesmas especificações dos pneus utilizados e também seja recalibrado de forma periódica, pois quando chega o momento de necessidade, ele deverá estar pronto para ser colocado em ação.
  • Pneus verdes – Vale a pena investir nessa linha de pneus, pois, além de carregarem na composição substâncias renováveis, sua estrutura diferenciada, com menos atrito, possibilita a redução da resistência ao rolamento, facilitando o trabalho do motor.

“Apesar de ser mais caro, o custo-benefício está na economia de combustível”, observa José Carlos Quadrelli, que observa que a Bridgestone foi pioneira neste tipo de tecnologia. “A ideia é continuar fazendo investimentos nessa linha de produtos com baixa resistência a rolamentos, inclusive para veículos de carga. É um trabalho feito em conjunto com as montadoras”, destaca Quadrelli.

E aí, gostou dessa publicação? Compartilhe-a em suas redes sociais e ajude mais pessoas a terem informações importantes sobre o pneu adequado a seus veículos.

Compartilhar este post

Fique por dentro das nossas novidades. Assine nossa newsletter.