Planejamento de obras: como executar com eficiência?

Planejamento de obras: como executar com eficiência?

O sucesso de um empreendimento começa na etapa do planejamento de obra, afinal, através do resultado das estratégias definidas em todas as fases da construção, aliado a um time de colaboradores qualificado, a obra será erguida sem grandes imprevistos e seguindo o cronograma estabelecido.

De uma forma geral, o planejamento de obra serve como o guia essencial para que todas as fases da construção sigam sob controle, desde a sua concepção até a entrega, prevenindo os riscos e impactos negativos em relação ao projeto, com foco na redução de desperdícios materiais e financeiros.

Se você está prestes a iniciar mais um novo projeto na construção civil, continue a leitura! Hoje, vamos falar sobre a importância de fazer um planejamento de obra e quais são os principais pontos que você deve analisar para elaborá-lo de forma mais abrangente e prática!

Aprenda agora como fazer um planejamento de obra de sucesso!

Seja qual for o projeto a ser executado, fazer seu planejamento antecipado é fundamental, caso o contrário, a probabilidade do resultado final não sair como esperado é imensa. Mas, como diz o ditado, “a pressa é inimiga da perfeição”, e essa “pressa”, muitas vezes, faz parte da indústria de construção civil brasileira, já que o planejamento de obras correto é ignorado pelas construtoras, sob a desculpa de quanto maior for o tempo dedicado a essa fase, mais demorado será o tempo de conclusão e entrega do empreendimento.

Essa desatenção pode gerar o efeito negativo para as construtoras, pois prejudica tanto a credibilidade e qualidade da obra, como os gestores e equipe responsáveis pela execução do projeto.

Para uma boa efetividade do planejamento de obras, diversos estudos e cálculos deverão ser realizados para avaliar a rentabilidade do empreendimento, baseado na visão da empresa e sua maneira de gestão, além das leis que regem a região onde será construída.

Acompanhe agora o passo a passo de como elaborar o seu planejamento de obras de forma correta!

Estudo de viabilidade da obra

Eis aqui o início de tudo. Antes de fechar o contrato com o cliente, a construtora deve fazer uma análise detalhada sobre o projeto apresentado através de algumas pergunta, como por exemplo:

  • Vai gerar grande impacto na região? Se sim, positivo ou negativo?
  • A empresa tem recursos suficiente em caixa para tal investimento?
  • O time de profissionais está devidamente habilitado para executá-lo ou será preciso fazer mais contratações para este projeto específico, como funcionários terceirizados?
  • Quais são os prazos para cada etapa da obra?
  • A remuneração, ferramentas utilizadas e tempo estimado para a conclusão da obra correspondem ao tamanho e tipo de projeto?
  • O lucro gerado é correspondente ao período de trabalho?

Nesse momento, a construtora pode recorrer a um Orçamentista que, junto aos diretores e gestores, vai conseguir uma melhor definição das reais necessidades do projeto.

Orçamento da obra

Se o orçamento já foi definido, é importante avaliar se esse valor será o suficiente para manter todos os custos durante a construção, pois caso o orçamento fique incompleto, há o grande risco das obras paralisarem, gerando prejuízo para a construtora.

Para efetuar o cálculo corretamente do orçamento, o responsável pelo planejamento de obra pode se basear no BDI (Benefícios e Despesas Indiretas), que corresponde ao cronograma da obra, preço de venda dos imóveis, remuneração dos funcionários e atividades terceirizadas.

Além disso, é importante calcular o ROI (Retorno sobre Investimento), que consiste em identificar o lucro obtido ao final da obra. A fórmula para calcular o ROI é a seguinte:

ROI = (Ganho obtido – Investimento inicial) / Investimento inicial

Exemplo: ROI = (500.000 – 100.000) / 100.000

ROI = 4 (o retorno foi de 4x o investimento inicial).

Ainda no orçamento, o orçamentista pode considerar as estimativas de custos por etapa da obra e o valor inicialmente determinado no orçamento preliminar.

Acompanhamento da obra

A medida que a construção evolui, o planejamento deve continuar sendo feito. Em cada fase, é importante checar se todas as operações estão seguindo o cronograma corretamente, além de atualizá-lo diariamente com informações sobre o andamento do canteiro de obras, como por exemplo, se a mão de obra está alinhada e se a evolução da obra não ultrapassou o orçamento definido em cada etapa.

Enquanto isso, tenha em mãos o cronograma físico-financeiro da obra, utilizado para distribuir os custos totais por data e cada etapa da construção. Este documento deve constar informações, como mapeamento de todas as atividades e custos do início ao fim da obra, controle dos recursos disponíveis e fluxo de caixa, e melhorar a previsibilidade da obra.

Segurança da obra

É também na fase de planejamento de obras que sejam detalhados todos os procedimentos de seguranças referentes a integridade física dos colaboradores e dos demais envolvidos com a construção para prevenir possíveis acidentes. Para isso, a empresa deve estar em dia com a Norma NR18 e oferecer todas as EPIs necessárias aos seus funcionários para que eles desenvolvam suas atividades com total segurança.

Regularização da obra

O empreendimento não poderá ser comercializado se não estiver com a documentação em dia, e na fase de planejamento de obra, é importante que a empresa responsável pela construção adiante seu processo de regularização para não haver maiores contratempos. Para obter a licença do local onde será construído, as exigências do canteiro de obras são:

  • Presença de placa com o nome da construtora e responsável técnico;
  • Espaço reservado ao armazenamento de materiais, máquinas, insumos e demais ferramentas;
  • Área cercada por tapumes e com proteção para os pedestres da região;
  • Alvará da construção;
  • Projeto Arquitetônico;
  • Matrícula do imóvel;
  • Vistoria do Corpo de Bombeiros;
  • Anotação de Responsabilidade Técnica (ART);
  • Atestado de conformidade da instalação de energia elétrica;
  • Atestado das concessionárias de água e esgoto;
  • Habite-se
  • Registro do imóvel

E para que todas essas informações estejam dispostas de forma prática e otimizada, o documento referente ao planejamento de obras feito em planilhas ou em softwares de gerenciamento específicos para a construção civil. Recomenda-se que tais informações sejam integradas a todas etapas da obra e setores responsáveis pela sua execução, para que assim, haja uma comunicação mais efetiva.

Como vimos, um planejamento de obras bem detalhado permite que a empresa tenha uma visão mais abrangente ao longo de toda a execução da obra, e mantenha a organização e produtividade necessários para sua evolução.

E, falando em produtividade, você sabia que esse conceito tem valor fundamental para a construção civil? A produtividade está ligado diretamente a um bom resultado e eficiência de qualquer projeto. Quer saber como esse conceito pode contribuir na prática? Então leia agora mesmo nosso artigo com 7 dicas para melhorar sua produtividade na construção civil!

Compartilhar este post

Fique por dentro das nossas novidades. Assine nossa newsletter.