Blog

O que é automação industrial?

Por que a automação industrial é importante dentro do conceito de Indústria 4.0?

Desde seus primórdios, as fábricas buscam maneiras de produzir mais gastando menos. Começando com os mecanismos rudimentares, como os moinhos de vento, as rodas d’água e os veículos de tração animal, as máquinas e os recursos tecnológicos se tornaram mais e mais sofisticados através dos séculos.

Hoje, chegamos à quarta revolução industrial, a chamada Indústria 4.0. Dentro desse conceito, a automação industrial é parte fundamental. Vamos descobrir um pouco mais sobre ela?

O que entendemos por automação industrial?

Automação é a operação automaticamente controlada de um aparato, processo ou sistema, por meio de dispositivos mecânicos ou eletrônicos que substituem o trabalho humano.

É o emprego de recursos tecnológicos, como computadores e robôs, para operar maquinários e processos de produção industrial.

 

Como funciona a automação na indústria?

Quem percorrer um moderno chão de fábrica com linha de produção automatizada, verá robôs e máquinas operando sozinhos, quase sem a presença de operadores humanos. Muitos dos processos computadorizados são conduzidos pela inteligência artificial, sem necessidade da mão humana. Em outros, operador e máquinas se complementam.

Em uma linha de montagem de automóveis, por exemplo, cerca de 70% do trabalho é executado por robôs. As primeiras fases de montagem do veículo, em que se exigem soldas em locais de difícil acesso para a mão humana, são quase totalmente robotizadas, enquanto as fases finais ainda exigem a presença do operador.

Com a atuação dos robôs na linha de montagem, algumas fábricas chegam a produzir até 60 veículos por hora. Em 24 horas, um carro estará totalmente pronto para o mercado.

 

Quer ver um exemplo? Assista ao vídeo mostrando automação industrial com a tecnologia Komatsu, na linha de montagem de uma escavadeira hidráulica PC 360 LC.

 

Por que a automação industrial é vantajosa?

A verdade é que as máquinas são mais eficientes, não cometem erros e não adoecem, como os humanos. Elas podem trabalhar continuamente, sem descanso, só exigindo manutenções periódicas.

Então, automação industrial elimina erros e retrabalho, permite produzir muito mais em menos tempo e proporciona um controle mais eficiente dos processos de manufatura. Além disso, a automação permite a replicação de tarefas indefinidamente. O homem dá o comando e a máquina repete.

E tem mais: a automação não é só mais eficiente, ela também é mais inteligente, pois produz informação. Os dados gerados e armazenados durante os processos são a base para o aperfeiçoamento do fluxo de operações dentro de uma fábrica.

É bom lembrar, também, que a presença dos robôs na linha de montagem aumenta o fator segurança no trabalho, já que os operários não precisam se ocupar de certas tarefas de risco.

Porém, é preciso ter em mente que a implantação de processos automatizados em uma fábrica demanda um investimento inicial considerável. Além das despesas com equipamentos e tecnologia, há um custo com treinamento dos operadores. No entanto, o investimento logo será recuperado.

 

A automação industrial tem alcançado uma aceitação cada vez maior dentro das fábricas, devido aos benefícios que proporciona em produtividade, qualidade, segurança e redução de custos.

Isso significa que, no futuro, só haverá máquinas no chão de fábrica? A resposta é não. Há processos na produção industrial que sempre vão depender da sensibilidade humana. Quer saber como a tecnologia vem impactando o mercado da construção civil? Falamos sobre isso em outro post. Leia aqui, você vai gostar de saber!

Posts relacionados